III Mostra Professor Também Faz Arte – 2007

Promoção Secretaria da Educação de Juiz de Fora
Período 16 a 28 de outubro de 2007
Local Centro Cultural Espaço Mascarenhas – CCBM – Juiz de Fora – MG
Participação Rose Valverde, com Quadros e Poesias
yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Mostra Professor Também Faz Arte - 2007

Os Caminhos do Desenho Artístico I e II

Os Caminhos do Desenho Artístico I e II são como um tipo de colagem de imagens diversas que fazem parte do processo de aprendizado desenvolvido no curso de Desenho Artístico realizado no Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEM), visando desenvolver a percepção visual e o senso estético dos alunos assim como as noções de perspectiva, luz e sombra e as técnicas variadas de desenho.

Poesias

A cada passo

Passos no espaço é o que eu faço e a cada passo só penso em viver. Passos que se tornam apressados e correndo em outros braços num abraço vão morrer. Passos que soam como um compasso, devagar, cheio de emoção, acelerando o coração. Passos que se vão pelos caminhos que vão dar em muitos ninhos de angustia e solidão. Passos que eu ouço como um eco e que me transforma em um boneco, ando sem pensar. Passos que erram e acertam, vão pelas estradas incertas procurando não errar. Passos que nos levam pela vida, a fazer dos sentimentos nova luz para iluminar o seu caminho de provação. Passos que com o comando do pensamento, vão andando, vão correndo, pelas ruas, pelos campos, sentindo o chão passar. Passos quão incertos eu não sei, vou andando, vou vivendo, e a cada passo um novo laço que num abraço reduz o meu cansaço. Rose Valverde

Noite

Lua no céu suspense no ar silêncio na rua. Leve pensar, meu coração pulsa forte e meu pensamento começa a voar, vôo de sonho e paixão, vôo que anseia compaixão, que busca um amigo, que busca um amor. O vento chega de mansinho trazendo a fria presença da saudade. A noite avança e a madrugada inicia seu percurso, como anjos entoando cânticos de luz e noticias de longe, do espaço sem fim. Boa noite, noite! É minha saudação diária, pois a noite e companheira de quem esta só, é cúmplice de minhas tristezas e ansiedades. É meiga quando em troca da minha tristeza, demonstra toda a sua luz, com seus astros e estrelas, a escuridão e o luar, o silêncio e o doce momento para sonhar. Rose Valverde

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: